A reunião de ontem

Ontem, tivemos a tal da Reunião na Sala 7. Mais de 60 participantes, o que não me pareceu de todo mau. Estou, aos poucos, aperfeiçoando a técnica e, com o tempo, pretendo trazer convidados, para não ficar só eu bancando o oráculo dos deuses da tradução. Mais um pouco, e vai ser implantado um formato novo. A ver se dá certo.

Uma das coisas boas é ver o quanto a turma troca informações via chat. Um agradecimento especial aos colegas que iam suplementando o que eu dizia com links e outras informações úteis. Quer dizer, funciona como uma palestra coletiva. Dá gosto ver alguém perguntar o que raio é o SINTRA e ver que alguém imediatamente escreve Sindicato Nacional dos Tradutores e um link para o site, permitindo que eu continue com o que ia dizendo e me livrando da necessidade de ficar digitando links. Às vezes, coisas que eu próprio não sei, como informações úteis para quem traduz línguas que não o inglês. A isso se chama civilização.

Um colega gravou a palestra e vai deixar a gravação disponível para nós. Estou esperando que ele me envie a URL para poder compartilhar com vocês. As transparências estão aqui, onde ficarão até 13/05/2007. A senha é Senha: E488A7EA .

Numa das listas de discussão, um colega disse que eu um dia ia falar de Wordfast nessas reuniões. Desculpe, não vou. Para mim, são setores separados: a Reunião na Sala 7 é sempre grátis e nela se discutem exclusivamente coisas relacionadas com a profissão de traduzir, com a tradução enquanto meio de vida. Dinheiro, preços, laudas, clientes, essas coisas. Nessas reuniões, eu jamais fazço publicidade dos cursos. Acho um horror a turma que convida para um evento grátis e passa metade do tempo tentando te cutucar para fazer um curso pago. Sou tão estrito com isso que me sinto mal até de dizer que acho ferramentas de memória de tradução essenciais para o tradutor de hoje. Digo isso aqui no blog. Aqui eu digo o que bem entendo.

Os cursos de Trados, Wordfast e as Oficinas de Tradução são eventos pagos. São o que eu tenho para vender e, como dizia a Cacilda Becker, não me peçam para dar de graça a única coisa que tenho para vender.

Por hoje chega. Amanhã tem mais. Se você nunca esteve numa Reunião na Sala 7, procure não perder a próxima. A troca de experiências é muito interessante e a gente conhece muitos colegas.

EN→PTBR |Tradutor profissional desde 1970.


Sem comentarios em "A reunião de ontem"


    O que achou do artigo? Deixe seu comentário.

    Pode publicar em html também