Digitalização de imagens

Uma colega perguntou como cobrar uma tradução de PowerPoint em que ela teria de fazer também a digitalização de fotos e formatar o texto. Minha resposta está na comunidade do Orkut, que muita gente aqui não lê. Então, vem para cá também, algo modificada, para se ajustar ao blog.

Trocada em miúdos, a história é a seguinte: digitalização e formatação consomem tempo e são habilidades que nem todos nós temos. Nada de excepcional, nada de anormal e conheço gente que adora fazer isso e são bons filhos, bons pais, bons esposos, bons cidadãos e até tementes a Deus. Mas não tem nada que ver com tradução.

É mais ou menos como fazer empadinhas. Digamos que o cliente vá promover um encontro e peça a você para traduzir uma apresentação e para levar 5 dúzias de empadinhas para o lanche da turma. Nada contra. Mas traduzir é uma coisa, fazer empadinha é outra e devem ser cobrados separadamente. O cliente espera as empadinhas como brinde, cobradas, digamos, a um precinho camarada.

Se você é boa de digitalização e formatação em Powerpoint, faça um ou dois em casa, para teste, veja quanto tempo toma, calcule quantas horas vai levar para fazer o serviço todo, adicione 50% e cobre o que você teria ganho traduzindo esse tanto.

Por que agregar 50%? Porque 11 entre 10 tradutores novatos tendem a ser muito otimistas quanto ao tempo que leva para fazer esses troços. Esta informação foi retirada diretamente do Grande Livro dos Smurfs. Juro. Também, 11 entre cada 10 tradutores que lêem este conselho não o acatam e depois se arrependem.

Faz parte da vida.

EN→PTBR |Tradutor profissional desde 1970.


2 Comentarios em "Digitalização de imagens"

  • Meg
    16/08/2008 (12:13 pm)
    Responder

    …E tem que cobrar a mais. Eu botei na cabeça que iria cobrar o mesmo tanto que uma lauda do Word por slide e um cliente reclamou que o último slide só estava escrito “Obrigado!”, e pediu que eu não cobrasse por ele… Eu respirei fundo, pensei no que o Danilo ensinou, e mesmo com medinho de perder o cliente por essa, mandei com todas as letras: “O último slide foi traduzido e, portanto, será cobrado.” Não perdi o cliente, recebi pelo último slide e não se falou mais nisso. Pois é, deu certo.

  • Camilinha
    15/08/2008 (1:30 pm)
    Responder

    É… A coisa é feia… Aqui acontece de aparecer apresentações em PowerPoint com tabelas em Excel que foram transformadas em figura… Logo, não dá para alterar. Você precisa ter o arquivo em Excel, traduzir, copiar e colar. Eu faço, no problems, mas tem que cobrar por isso, certo?


O que achou do artigo? Deixe seu comentário.

Pode publicar em html também