Edição Extra Extra: Martin Claret X Denise Bottmann


Do blogue da Denise Bottmann:

No dia 03/11 o Juiz de Direito da comarca de Registro rejeitou a queixa-crime proposta por Martin Claret, em sentença publicada no Diário Oficial do Estado, por considerá-la sem justa causa. Decorrido o prazo para recurso sem manifestação do proponente. 


Se você não entendeu direito, a Martin Claret ingressou em juízo contra a Denise. Houve uma audiência de conciliação,  em que a Denise se negou a retratar-se. Posteriormente, o juiz rejeitou a queixa, quer dizer, concluiu que a Denise não tinha cometido crime algum. Dessa rejeição, cabia à Martin Claret o direito de apelar e, para isso, tinham um prazo. Optaram por não apelar, que também é direito deles. Como não apelaram no prazo, não podem apelar mais.


Nossos parabéns à Denise e ao seu advogado. Por outro lado, do fundo do coração, esperamos que a Martin Claret e as outras editoras envolvidas no escândalo dos plágios de tradução passem a agir direito.


Denise, um abraço e tome uma boa garrafa de vinho tinto hoje. Você merece.


O blogue da Denise está aqui. Clique para visitar e deixar um recadinho a ela. Ela merece.



















EN→PTBR |Tradutor profissional desde 1970.


1 Comentario em "Edição Extra Extra: Martin Claret X Denise Bottmann"

  • Anonymous
    03/12/2009 (12:04 pm)
    Responder

    Atitudes louváveis não podem ficar sem um único elogio! Denise, é de gente assim que o mundo precisa, não só os tradutores. Do tipo "É para fazer? Faz bem feito e até o fim."
    Raquel Schaitza


O que achou do artigo? Deixe seu comentário.

Pode publicar em html também