Madame d’Anjou Responde: Trados versus Wordfast

Vira e mexe alguém me pergunta por que acho Wordfast melhor que Trados, quando Trados é padrão do mercado. E, em seguida, me pergunta por que, não gostando de Trados, dou treinamento para o uso do programa.

Há um tanto de subjetivo em tudo isso. Mas vejo no WF várias vantagens, até vantagens demais para um artigo de blog. A menor delas, a meu ver, é o preço: WF custa muito mais barato. Entretanto, se os preços forssem iguais, ainda me pareceria a melhor escolha.

A primeira grande vantagem que vejo é uso melhor da tela: tudo o que tem de aparecer aparece no Word for Windows, enquanto que o Trados precisa de painéis separados para o Word e para o Workbench, além de um outro para o “concordance search”. Além disso, os comandos de Wordfast exigem menors movimentos de mão que os homólogos do Trados. No meu teclado, o Alt SetaAbaixo do Wordfast fica 11 centrímetros mais perto do teclado principal que o Alt+ do Trados. Onze que vão, onze que voltam, são vinte e dois e, no fim do dia, o esqueleto agradece.

Tem os glossários. O WF permite usar três glossários ao mesmo tempo com configurações diferentes e é muito fácil trabalhar com eles, até por serem simples arquivos txt. Também tem uma “lista negra”, de palavras que não se devem usar. Também tem um controle de qualidadade que dá o alarma quando você usou um termo que não está no glossário.

Tem, também, a Pandora’s Box que permite configurar o WF de centenas de maneiras diferentes, para se ajustar melhor ao tipo de serviço que você está fazendo. Se tudo o mais fosse absolutamente igual, a Pandora’s Box, por si só, já faria uma diferença única.

Na verdade, por essas e por outras, só uso Trados quando me mandam memórias protegidas por senha. Para quem recebe arquivos TTX é também importante, embora, particularmente, eu faça em DVX.

Mas quando tem memória protegida por senha, não tem jeito. Por que, então, dou treinamento em Trados? Essa foi uma reclamação que ouvi, há tempos. Curioso, não vejo comflito ético algum. Sei usar ambos os programas, afirmo que prefiro Wordfast, mas dou a qualquer um o direito de querer aprender Trados e até ensino.

Ah, antes que me esqueça: não vendo nenhum dos dois programas nem ganho comissão nas vendas.

Até mais tarde e não se esqueça da Reunião na sala 7.

EN→PTBR |Tradutor profissional desde 1970.


2 Comentarios em "Madame d'Anjou Responde: Trados versus Wordfast"

  • Cintia
    27/06/2008 (3:17 pm)
    Responder

    Eu tb queria saber se vc ainda dá esses treinamentos???

  • Rita Franco
    21/04/2008 (2:44 am)
    Responder

    Você ainda dá treinamento em Trados?

    Se puder informar no meu email…obrigada:

    [email protected]


O que achou do artigo? Deixe seu comentário.

Pode publicar em html também