Mais “You”, para quem gostou

O artigo abaixo, sobre a tradução de “you”, escrito meio por brincadeira, causou um certo impacto. Cabe, talvez, adicionar, que só conta uma história, mas não pretende esgotar o assunto.

Edson Cortiano, num comentário ao artigo, nos lembra que “you” pode ser “a contratada”. Pode ser, também “a contratante”, porque muitos contratos em inglês, principalmente nos EUA, são escritos usando a segunda pessoa onde nos usaríamos a terceira e diriam “… you shall deliver…” onde nos diríamos “a contratada entregará”.

Também pode ser o contrário, quando o vendedor é quem redige o contrato, por isso, não vá traduzindo todos os “you” encontrados em contratos como “a contratada”. O objetivo profundo deste artigo e do anterior é relembrar que piloto automático em tradução não existe.

O “you” também se traduz por “seu”, em expressões como “you shit!” (seu merda!). Além disso, tem uma tradução maneira como “a gente”: “you have to leave your dog outside” (a gente tem de deixar o cachorro fora), exemplo que, aliás, tirei do dicionário dos irmãos Vallandro.

Já tratei do mesmo assunto, com um pouco mais de seriedade, aqui.

EN→PTBR |Tradutor profissional desde 1970.


Sem comentarios em "Mais "You", para quem gostou"


    O que achou do artigo? Deixe seu comentário.

    Pode publicar em html também