Programas, memórias, profissionalização

Um colega me pergunta qual é o melhor programa de memória de tradução, ou, como seria melhor dizer, tradução assistida por computador e se é necessário saber usar essas coisas para se profissionalizar.

Pergunta boa, mas embaraçosa. Vamos ver se consigo me fazer claro. Não existe “o melhor programa”. Eu próprio tenho e uso vários, conforme a situação. Entretanto acho que, para começar, o Wordfast é a melhor escolha. É barato, fácil de usar e processa arquivos no formato Trados, que é padrão de mercado e faz praticamente tudo o que você possa querer. Embora eu tenha um Trados autêntico, só uso nos raros casos em que me mandam uma memória protegida por senha. Salvo isso, processo todos os trabalhos “Trados” no WF, que é mais fácil e eficiente. Os TTX faço no DVX. Com o andar das coisas, você talvez queira comprar outras ferramentas, mas isso é outra coisa.

Esses programas (Trados, Wordfast, DVX, SDLX, StarTransit) são úteis para traduzir qualquer tipo de texto: literário, técnico, religioso, o que seja. Funcionam com qualquer língua que se escreva da esquerda para direita e seu Windows saiba processar. Mesmo para as línguas que se escrevem da direita para a esquerda servem, mas com algumas restrições e, se você trabalha com línguas orientais, é bom se informar direitinho primeiro.

Todos eles trabalham com textos eletrônicos e tem mais de um tradutor digitalizando livros inteiros só para gozar das inúmeras vantagens que esses programas oferecem.

Cada vez mais, nossos clientes exigem o uso desses programas e, por isso, é cada vez mais difícil trabalhar sem eles. Acho um crime não ensinarem essas coisas nas faculdades.

O constrangedor da pergunta está no fato de que sou parte interessada na história, porque dou treinamento em Wordfast, Trados e DVX. Mas gostaria de lembrar que, antes de fazer um curso, seja meu o de qualquer outra pessoa, você deveria tentar aprender por si só. Foi assim que eu aprendi. De Wordfast, tem uma apostil grátis, aqui, que a Vera e eu preparamos. Está um pouco antiquada, mas o essencial tem e funciona.

EN→PTBR |Tradutor profissional desde 1970.


Sem comentarios em "Programas, memórias, profissionalização"


    O que achou do artigo? Deixe seu comentário.

    Pode publicar em html também