Tradução literal

Está rolando, na trad-prt uma discussão sobre o que possa ser tradução literal, um termo que tem diferentes definições para diferentes pessoas. Então, algumas vezes, se recomenda que uma tradução seja feita literalmente, ao passo que, em outras, critica-se uma tradução por ser literal. Vamos trabalhar com alguns exemplos, a ver se nos entendemos.

The boy ate a piece of cake > O menino comeu uma fatia de bolo

Esta é uma tradução literal. A cada palavra do original, corresponde uma da tradução e ambas têm idêntico sentido e idênticas características morfossintáticas. Nesse caso, geralmente, uma retrotradução igualmente literal vai nos conduzir de volta ao original.

O menino comeu uma fatia de bolo > The boy ate a piece of cake

A retrotradução não nos conduz ao original quando a língua de partida tem duas possibilidades e a de chegada tem só uma:

O que o senhor disse? > What did you say? > O que o senhor/você disse?

Há quem prefira chamar essas traduções de “palavra por palavra” e chamar literais, àquelas que sofreram pequenas alterações, para atender às normas morfossintáticas da língua de chegada:

The boy ate a piece of chocolate cake > O menino comeu uma fatia de bolo de chocolate > The boy ate a piece of chocolate cake.

Note que todas as traduções acima estão corretas, embora sejam literais. Em outras palavras, não se pode acoimar uma tradução de incorreta exclusivamente por ser literal. Quando se pode dizer que uma tradução é incorreta, então?

É disso que vamos falar amanhã. Antes de ir, dê uma passadinha aqui, para saber dos meus cursos e, se você estiver fazendo um curso de Tradutor, não deixe de ver as informações sobre “Da Faculdade ao Mercado”, que é grátis.

EN→PTBR |Tradutor profissional desde 1970.


Sem comentarios em "Tradução literal"


    O que achou do artigo? Deixe seu comentário.

    Pode publicar em html também